Stranger Things - Primeira Temporada

Finalmente terminei a primeira temporada dessa série está sendo super badalada. Seguem minhas impressões. É um artigo sem spoilers, talvez você que não assistiu, tenha a sua curiosidade aumentada depois desse texto.

Muita gente critica Stranger Things dizendo que a série não traz nada de surpreendente. Mas o que é ser surpreendente? Isso é algo totalmente subjetivo, ou seja, depende de cada um. Para mim ela foi surpreendente, justamente por não tentar reinventar a roda, se perder em retóricas e frases de efeito e investir nos diálogos e situações do dia a dia que são afetados por fatos estranhos ocorridos numa cidade do interior nos anos 80.

A maior parte do orçamento foi com a reprodução de roupas e figurinos, sem falar de toda aqueles aparelhos de última geração da época que hoje nem existem mais. As músicas que compõem a trilha sonora. Tudo é uma nostalgia, me remetendo à minha infância na época, guardadas as devidas proporções, já que eu vivia no Brasil.

Os roteiristas nos deram uma história de suspense e terror, num clima que lembra muito os melhores episódios de Arquivo-X entretanto, os personagens são pessoas comuns tendo que lidar com fatos além do seu controle e reagindo conforme sua natureza, mesmo as cenas que parecem secundárias tem uma influência no desfecho da temporada. O roteiro é bem fechado e mesmo o sobrenatural tem limite, todas as respostas para as perguntas que fizemos durante a temporada estão lá. Remando contra a maré, não abusaram de efeitos especiais caros, nem de cenas de flashback que no final das contas acabam atrapalhando mais que ajudando quando não colocadas de propósito para encobrir furos.

O estilo de narrar a história me fez lembrar Babylon 5, onde cada temporada trata sobre um tema dentro da história e a temporada anterior prepara as bases para a segunda. Em Babylon 5 a dependência dos episódios era um pouco menor, mas já existia. Espero que os roteiristas assim como Straczynski, mantenham consigo o controle criativo até o final e não aconteça como em outras séries que se perdem totalmente tentando se reinventar quando deveriam terminar.

Parabéns aos irmãos Matt e Ross Duffer, pela sua coragem de contar a sua própria história, mesmo com elementos presentes em outras séries, esta não fica devendo em nada às outras. Saber a origem e o destino nunca tornam a viagem desinteressante. Meus agradecimentos aos produtores e ao estúdio que acreditaram neles. Enquanto isso muita gente está subvertendo histórias conhecidas quando deveriam investir em sua própria história.

E você o que achou? Comente!

Leave your comments

Post comment as a guest

0
  • No comments found

Últimos Comentários

Guest - Romildo lima
Li e Recomendo. simplesmente Alexey rickmann nos mostra que temos grandes potencia na literatura Nac...
Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse qu...
Guest - Leonardo
Na verdade eles se mudaram para este endereço: 33 Avenida Treze de Maio 20031-007 Rio de Janeiro S...
Guest - Karla Lopez
Eu gostei o filme. Lembro dos seus papeis iniciais, em comparação com os seus filmes atuais, e vejo ...
Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...

Login