Resenha Space Battleship Yamato 2199

Respeito e apreço são duas palavras que nem sempre andam juntas, ou seja, mesmo sendo dois conceitos que tem muita relação, nem sempre quando um está presente o outro também está. Enquanto na maioria das reedições ou remakes americanos ambos os conceitos são ignorados completamente, os japoneses fazem isso mais uma vez, nos premiando com a restauração de um dos maiores animes ou desenhos de toda história. Sim o velho Yamato está de volta!

Lançada em 1974, a série original intitulada Encouraçado Espacial Yamato: A Busca por Iscandar, fez um tremendo sucesso que lhe rendeu alguns longa metragens e mais duas séries subsequentes. Seguindo a tradição dos seriados e animes japoneses, a série se baseou num enredo principal que é contado em episódios como se fossem capítulos de um mesmo livro. Há algum tempo consegui achar essa relíquia e revi a saga. Que nostalgia! Entretanto confesso que alguns elementos usados no roteiro já estão datados, pois hoje temos uma compreensão maior de como seria uma viagem no espaço. A primeira coisa que me veio à cabeça, foi como seria uma série que atualizasse o roteiro original para o público de hoje, que mantivesse a essência da série. Que bom que mais alguém pensou nisso! Melhor! Alguém que realmente poderia realizar o projeto.

Yutaka Izubuchi comandou a produção artística, e os personagens foram recriados por Nobuteru Yuki e Junichiro Tamamori, enquanto Makoto Kobayashi foi o responsável por revisar os desenhos e conceitos dos dispositivos naves e robôs. A introdução foi concebida pelo famoso diretor Hideaki Anno que de cara faz uma justa homenagem à abertura da série original. Mal pude conter a emoção quando ouvi a retumbante música de tema, também renovada, pela primeira vez no inicio do desenho. Isao Sasaki novamente dá voz ao tema que instiga qualquer fã a vestir aquele uniforme e se preparar para batalha.

Por que eu iniciei falando de respeito e apreço, porque mesmo com o seu grande sucesso a equipe criativa da nova série resolveu restaurar e não refazer o roteiro da série original. Claro que os efeitos foram melhorados, o desenho foi melhorado, o som foi aprimorado algumas coisas mudaram e ficaram mais bem explicadas, não é uma cópia pura e simples, mas o núcleo da história está lá, e contrariando algumas tentativas anteriores de refazer essa série onde até a Yamato foi refeita, a equipe criativa teve cuidado até nisso. As naves tem o mesmo design, os uniformes são quase idênticos, boa parte das músicas da trilha sonora original estão lá e se não me engano até as vozes de alguns personagens foram dadas por seus interpretes originais.

Não poderia ser sempre assim? Melhoraram o que já era bom, a série ficou mais pé no chão, mas nem tanto. Ainda tem alguns fenômenos espaciais que não são lá muito plausíveis, mas todo seriado tem as suas mentiras, o importante é que se mantenha a coerência e não traia as concessões que fez. Temos agora mais personagens, mais dilemas, mais questionamentos, tanto na Yamato quanto dos Gamilons. Alias, o império de Deslar agora é mais desenvolvido sob a ótica criativa, temos uma sociedade mais bem mostrada, muito mais rica e complexa, fugindo a alguns clichês de vilões tradicionais. A trilha sonora é sensacional, mantiveram as trilhas antigas e incluíram novas músicas com um detalhe para o tema dos Gamilons, que é tão marcante quanto a Marcha Imperial de Star Wars, me apaixonei por ela desde a primeira vez que ouvi. Por que desenhos como esse não passam mais na TV? Porque pararam de trazer desenhos japoneses bons como esse pro Brasil? PS: Pirata do Espaço merecia uma restauração dessas.

Últimos Comentários

Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...
Imaginava que Batman e Superman ganharia vários prêmios. Desanimei completamente de escrever uma res...
Também tive dificuldade de escrever essa resenha sem estragar as surpresas que o filme traz. Levei u...
Bom que você tenha escrito essa resenha. Eu fiquei pensando nela a muito tempo porque é um daqueles ...

Login