Os 21 anos de Arquivo X

No dia 10 de setembro de 1993 ia ao ar o episódio piloto de uma certa série de ficção científica que se tornaria um sucesso de público e um fenômeno cult em todo o mundo. E hoje lembramos os 21 anos de sua estreia.

Setembro é um mês muito importante para mim, principalmente na minha vida pessoal. Mas quando o assunto é FC duas das séries que mais gostei de assistir estrearam nesse mês. Jornada nas Estrelas e Arquivo X. Ao se encontrarem pela primeira vez no porão da sede do FBI em Washington, os agentes Fox Mulder e Danna Scully davam inicio a uma das tramas mais intrincadas da história da TV. Seu criador e seu elenco a partir dali fizeram um sucesso que jamais imaginariam, explodia ali um novo jeito de se fazer séries de TV.

Antes as séries americanas devido ao seu formato de exibição eram feitas primordialmente em episódios com histórias fechadas, com inicio meio e fim e dificilmente se relacionavam entre si. Isso permitia sua exibição em mais de uma TV e permitia que seus episódios pudessem ser exibidos fora de ordem. Isso mudou quando uma dupla de escritores, Mark Frost e David Lynch, criaram uma série de TV onde seus episódios eram interligados e faziam parte de um grande roteiro principal, assim nascia Tween Peaks uma série americana feita com o jeito japonês de fazer seriados. A ideia deu certo tanto que Cris Carter, resolveu fazer a sua série do mesmo jeito. Arquivo X transformou esse modo de fazer seriados popular nos EUA e no mundo, tão popular que hoje em dia há pessoas que não suportam a ideia de séries com episódios onde os roteiros sejam fechados sem relação entre si.

Para quem não conhece, Arquivo X contava a história de dois agentes do FBI que investigavam qualquer tipo de caso estranho, ou difícil de explicar pela prática forense comum da época. Ninguém na agência dava atenção a esses casos, até que um jovem agente que tinha se destacado como um dos melhores investigadores formados pela academia, resolveu tentar desvenda-los. Mais tarde descobrimos quais os seus reais motivos para isso.

Já no episódio Piloto, temos uma série de detalhes que permeiam todas as 9 temporadas da série. Sem saber, Mulder e Scully investigam um caso de desaparecimento que vai leva-los a se envolver numa grande conspiração governamental sem precedentes. Essa é a grande temática do seriado que em grande parte dos seus episódios vai nos dizendo mais e mais sobre o que está acontecendo. Mas não para por aí, também temos muitos episódios com roteiros fechados e vários arcos de história contados em vários episódios sem relação com o roteiro principal, e vários deles memoráveis.

O diferencial aqui é que ao invés de deixar um clima de mistério como todos faziam quando tratavam do sobrenatural, Chris Carter e sua equipe de roteiristas tentaram arrumar uma explicação plausível para os fenômenos. Fazia um episódio explicando como aquilo acontecia e porque a mídia e o público em geral desconheciam. Com uma trama intrincada e roteiros de auto nível, Arquivo X conquistou o público, que esperava semana a semana o que seus criadores iriam inventar e tentar explicar a cada episódio. Na época até dava medo de morar no interior dos Estados Unidos.

Arquivo X era uma série de FC relativamente barata ao meu ver, pois ela não tinha muitos efeitos especiais e também não precisava de muito dinheiro com cenários, com boas áreas para locações e bons atores, coisa que o seriado teve muito, ela era relativamente barata de se produzir e isso provavelmente contribuiu para a sua longevidade de 9 temporadas no ar.

Infelizmente o sucesso subiu à cabeça de seus criadores, que tentaram esticar o seriado mais do que devia. E a grande decepção veio no seu final, onde não foram fechadas todas as pontas soltas, ou seja, foi um último episódio mas a história não teve um fim de fato. Uma pena!

Sei que o visual das coisas conta muito hoje em dia, os atores, cenários trajes são dos anos 90, mas não se deve desperdiçar um bom roteiro por isso, então se você é novo e nunca assistiu, eu recomendo que assista. A coleção em DVD está à venda e o seriado também está sendo exibido no Netflix. Quem assistiu não deixe de comentar!!

Leave your comments

Post comment as a guest

0
  • Eu gostava muito mais dos episódios fechados do que dos da sequencia da história porque eu achava a \"paranoia alien\" interessante de inicio, mas depois ficou muito exagerada a coisa e insistiram demais nisso. Justamente nas temporadas finais praticamente não teve mais os episódios fechados. Até quem era fanático se ligou que muita coisa do que eles falaram em uma temporada, eles literamente esqueceram na seguinte ( a exemplo o tal do óleo misterioso ). Não tem seriado que resista a esse tipo de coisa. O acerto do seriado foi ter criado muitos personagens que eram memoráveis naquela época.

    Like 0 Short URL:
  • Realmente o arco principal deveria ter sido mais enxuto. É informação demais, aspectos demais. Tanto que temos vários furos porque tem casos em que eles se contradizem. Acho que a equipe de roteiristas deveriam ter pensado num arco secundário para a série. Como a conspiração alienígena afetar o governo e a Cia ao ponto de haver uma guerra por poder e pela tecnologia alienígena também entre os humanos. Ou alguma entidade sobrenatural desejar fazer algo na Terra. Sei lá! Tá bom! Admito que falar sobre isso agora depois de Stargate e Supernatural é mais fácil! Mas o real problema foi ficar esticando a série o que acabou gerando muitos enxertos desnecessários no arco principal.

    Like 0 Short URL:

Últimos Comentários

Guest - Romildo lima
Li e Recomendo. simplesmente Alexey rickmann nos mostra que temos grandes potencia na literatura Nac...
Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse qu...
Guest - Leonardo
Na verdade eles se mudaram para este endereço: 33 Avenida Treze de Maio 20031-007 Rio de Janeiro S...
Guest - Karla Lopez
Eu gostei o filme. Lembro dos seus papeis iniciais, em comparação com os seus filmes atuais, e vejo ...
Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...

Login