Star Trek Deep Space Nine: Entrevista de Ronald D. Moore e a Queda de Dukat

Essa semana estava lendo Trekbrasilis e me deparei com duas matérias, dois escritores regulares de Jornada nas Estrelas.Brannon Braga e Ronald D. Moore Falaram sobre seus projetos atuais e sobre o tempo que estiveram em Jornada Nas Estrelas. O que me motivou a esse artigo foi justamente quando Moore respondeu laconicamente sobre Gul Dukat.

Enquanto Braga reconheceu seu principal erro em Enterprise, quando também perguntado Moore não admitiu aquele que foi o pior erro cometido pelos roteiristas em Deep Space Nine. Segue abaixo a transcrição da pergunta presente na matéria do Trekbrasilis, pergunta essa que milhares de fãs como eu gostariam de ter feito.

Marc Alaimo trouxe muito carisma com seu papel como Dukat e muitos fãs de Jornada começaram a simpatizar com ele. Como Dukat é um fascista genocida, é compreensível que os escritores ficaram receosos por isso e levaram o personagem para outra direção. Depois de “Sacrifício dos Anjos”, seu personagem parece se tornar um super-vilão de desenho animado, em vez de um vilão complicado. Eu não acho que estou sozinho em sentir-se insatisfeito com a forma como a história dele ficou. Eu não sou um escritor, mas parece que a redenção de Damar foi uma trama que poderia ter sido perfeitamente preparada para Dukat. Mais de uma década e meia de acabada, está satisfeito com o desenvolvimento do personagem Dukat na última temporada da série? Existe alguma coisa que você mudaria se fosse dada a oportunidade?

Ron-Moore: Eu acho que todos nós ficamos satisfeitos com o lugar onde levamos Dukat, parecia que era orgânico com base em onde o personagem começou, quem ele era no passado e no presente, então eu não acho que nós temos nenhum arrependimento.

Eu lamento profundamente por isso, fiquei bastante decepcionado com o final de Deep Space Nine, com o último episódio especificamente. Entretanto a série já deu um sinal de que as coisas iam desandar na sexta temporada. Tears of the Prophets foi um episódio corrido demais, muita coisa aconteceu e suas implicações não são bem desenvolvidas. Desculpem-me alguns colegas, mas Time\\\'s Orphan, Covenant e The Emperor\\\'s New Cloak são exemplos de episódios que não acrescentaram nada de bom ao enredo principal do seriado e foram feitos em detrimento de outros roteiros, que deveriam ter sido feitos pra evitar de deixar tudo para o final e ficar tão corrido como ficou. Eu teria mudado a ordem dos episódios e feito o desfecho de Jadzia e da temporada em Change of Heart, fazer isso em Tears of Prophets com tudo mais acontecendo ficou vazio e muito raso, também teria feito Tears of Prophets em duas partes já construindo o final na sérima temporada. Ainda faria mais coisas, mas voltemos ao que me motivou a escrever esse artigo, a minha maior decepção foi com o fim do Gul Dukat, estragaram o personagem.

Até o episódio Sacrifice of Angels, Dukat era para mim o melhor vilão que já havia visto em tudo que li ou vi em quadrinhos, livros, cinema etc. Ele era tridimencional por ser um cara comum, brilhante militar de carreira, com inimigos e aliados dentro e fora de Cardassia, um patriota que defendia o que achava certo para o império cardassiano e obviamente para proteger a si próprio, seguindo perfeitamente a famigerada doutrina de Maquiavel. O que eu mais gostava era que sempre que ele tomava uma atitude que me surpreendia eu raciocinava sobre isso que via que sempre foi plausível, até o que foi para mim sua morte como personagem no episódio Waltz da sexta temporada, não por acaso escrito pelo Sr Ronald D. Moore. A partir daí aconteceram uma sucessão de episódios que desviaram o personagem de sua premissa original, para o triste fim dele e do seriado em What You Leave Behind.

Dukat tornou-se um louco obsecado por matar Sisko sem nenhuma razão realmente plausível, sendo que a cereja do bolo foi ele se tornar devoto da religião dos Anti-Profetas os tais Pagh wraiths. Um total descaso com o personagem, com tudo o que tinha sido construido antes jogando fora também o brilhante trabalho de Marc Ailamo, intérprete do personagem.

Se ele tinha que seguir esse caminho, porque era algo imprescindível, eu não teria mudado o personagem. Dukat procuraria os Pagh wraiths por perceber o que ele tinha feito, pois o tratado assinado por ele permitiu ao Dominion controlar Cardassia e por descobrir a negociação do Domínion com os Breen e a intenção de colocar os cardassianos em segundo plano. A aliança com os inimigos dos profetas era para conseguir poder para liberar Cardassia. Damar asumiria o seu lugar sem saber do que realmente houve, pois Dukat precisaria de alguém de confiança naquela posição, e pelo desejo de retomar o poder se o seu plano desse certo. Ou seja, tudo passaria de mais um engodo pra que ele conseguisse o que quer, entretanto os autores realmente o fizeram parecer um louco, e fanático religioso em todos os episódios com a participação de Dukat.

A forma lacônica como Moore respondeu a pergunta acima me deixou encucado. Dukat era bom demais, verossímil demais, a mesma coisa aconteceu com o arco dos Maquis, era um tema pra lá de polêmico e foi sumariamente abandonado num desfecho muito aquem do que poderia ser. Eu e minhas manias de conspiração, mas me pareceu que em ambos os casos a verossimilhança fez com que os executivos do seriado interviessem e mandassem que o tema Maqui fosse terminado e que Dukat fosse desconstruído como personagem. É muito estranho jogar fora assim algo tão bom nas mãos sem um motivo.

E você o que acha? Comente!

Leave your comments

Post comment as a guest

0

People in this conversation

  • Guest - Wadson

    Perfeito Chanceler!!! Eu tinha Dukat como um dos melhores \"vilões\" ou anti-herói, se nos colocarmos no seu ângulo de visão. Os fins não justificavam os meios, mas ele tinha um argumento para tudo. De repente se transformou num \"vilão sem causa\", com motivos estritamente pessoais. Que pena. Não desmerece a série, mas infelizmente, com um final frustrante.
    Que tal um artigo sobre as perspectivas do universo Trek? Ficamos no aguardo de mais críticas e novidades.

    Like 0 Short URL:

Últimos Comentários

Guest - Romildo lima
Li e Recomendo. simplesmente Alexey rickmann nos mostra que temos grandes potencia na literatura Nac...
Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse qu...
Guest - Leonardo
Na verdade eles se mudaram para este endereço: 33 Avenida Treze de Maio 20031-007 Rio de Janeiro S...
Guest - Karla Lopez
Eu gostei o filme. Lembro dos seus papeis iniciais, em comparação com os seus filmes atuais, e vejo ...
Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...

Login