Tristeza: A Gibiteria e Barbaras Magias fechou suas portas!

Trago aqui mais uma notícia triste para o público de FC e quadrinhos do Rio de Janeiro, depois de décadas nos trazendo alegria, magia e fantasia com seus produtos a Gibiteria e Bárbaras Magias fechou suas portas.

Eu conheci a loja através de um grande amigo de escola, que até está sumido, em meados de 1991. Eu estava no segundo ano do segundo grau. Gostávamos muito dos quadrinhos dos X-Men, combustível para as nossas conversas quase intermináveis. Ele era um grande desenhista, junto com o seu irmão, que também se tornou meu amigo e eu aspirava me tornar um escritor de quadrinhos. Através de um outro amigo em comum também da mesma escola, do qual perdi contato, conheci o RPG e me tornei um apaixonado por isso. Minhas duas paixões me levaram a ser um frequentador assíduo, primeiro da banca do Osny no na Rio Branco e depois da Gibiteria que era no segundo andar do edifício Avenida Central.

Lá tornou-se um “point” não só para nós quatro, como para muitos outros. Os olhos de todos brilhavam ao entrar na loja. Tinha livros, quadrinhos, brinquedos, modelismo, coisas que você não via e não vê em livrarias e lojas normais. Na época eu não entendia, mas hoje compreendo que era um hobby caro e por isso não era tão popular. Sem querer ser pedante, temos que admitir que quem não gosta de ler e raciocinar um pouco e quer tudo pronto, dificilmente vai ter um hobby, porque hobby que se preze tem que dar trabalho e tem que te forçar a pesquisar.

Todas as economias de um garoto que não trabalhava e ganhava um dinheirinho dos pais quando eles podiam, ia pra loja na época. Era um tempo bom! Comprei muitos quadrinhos e uma enorme pilha de livros, na maioria de RPG, Advanced Dungeons And Dragons era o que bombava na época. Mas eu já tinha predileção por FC então investi em Star Wars, Star Trek e Gurps. E pra super-herói gostava do Marvel Super Heroes. Assinava revistas de Star Trek que não eram publicadas aqui. Houve até um inicio, mas como decidiram parar a publicação nacional, eu resolvi importar pela Gibiteria, e fiquei bastante tempo assinando, até houve uma complicação nas importações elas pararam de vir. Sem problemas, eu só pagava quando ia buscar.

Nessa história de comprar livros dessa maneira, eu aprendi muita coisa sem querer. Aprendi Inglês, pois comecei num cursinho no colégio, mas a minha paixão por Jornada Nas Estrelas que foi o combustível pra aprender de verdade. Estudava a língua pra ler os diálogos dos quadrinhos, e isso me rendeu as maiores notas no vestibular em língua estrangeira. Aprendi a ser autodidata, já que você tinha que ler as regras de RPG, as histórias do jogo, e as referências históricas reais para montar os jogos, e era difícil ter alguém pra perguntar ou te ensinar isso. Aprendi a redigir e escrever melhor montando os roteiros para os jogos dos quais era mestre. O RPG e os quadrinhos só me deram frutos bons. É claro que a educação de casa também valeu muito e me ensinou que jogo é jogo isso não pode se misturar à vida real.

Eu olho pra trás e como disse o RPG e os quadrinhos foram muito benéficos para a minha vida. Aprendi muita coisa através deles. Agradeço aos donos da Gibiteria, e aos seus funcionários, que durante tantos anos tornaram a paixão deles a nossa, através de sua loja permitiram a mim e tantos outros sonhar, usar a imaginação e viver muitos momentos inesquecíveis, ao virar de páginas, ao baixar de cartas e ao rolar de dados.

E você? Conheceu a loja? Conte-nos suas lembranças e histórias. Comente!

Leave your comments

Post comment as a guest

0

People in this conversation

  • Guest - Luiz Mendes Jr

    Pois é. Assim como vc, tb tive a oportunidade de entrar nesse universo através do mesmo amigo em comum, que, aliás, você me apresentou. E vocês dois me apresentaram ao universo das HQs de super heróis e afins. Tempo inesquecível. Tardes no centro da cidade esperando o próximo número de Spawn chegar. Parece que até o começo do ano, a gibiteria ainda tava funcionando, lá na 13 de maio. Há uns meses dei uma passada lá e já tinha fechado. É a vida.

    Like 0 Short URL:
  • Guest - Leonardo

    Petrópolis - State of Rio de Janeiro, Brazil

    Na verdade eles se mudaram para este endereço:
    33 Avenida Treze de Maio
    20031-007 Rio de Janeiro
    Só não sei se é o mesmo dono. Mas eu tb fiquei muito triste na época.

    Like 0 Short URL:
  • Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse que não estava indo bem e que seria melhor fechar enquanto não tinha problemas com dívidas. Uma pena realmente. Algumas lojas desse tipo abriram no Rio, mas a época da Gibiteria tornou-se sentimental pra mim.

    Like 0 Short URL:

Últimos Comentários

Guest - Romildo lima
Li e Recomendo. simplesmente Alexey rickmann nos mostra que temos grandes potencia na literatura Nac...
Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse qu...
Guest - Leonardo
Na verdade eles se mudaram para este endereço: 33 Avenida Treze de Maio 20031-007 Rio de Janeiro S...
Guest - Karla Lopez
Eu gostei o filme. Lembro dos seus papeis iniciais, em comparação com os seus filmes atuais, e vejo ...
Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...

Login