Celebrando o estudo da vida

*Antes da teoria da evolução, não se podia explicar a diversidade*

No início do ano, escrevi sobre a festa dos céus, o Ano Internacional da
Astronomia, que será celebrado durante 2009 pelo mundo afora. Só o congresso
da União Internacional da Astronomia reunirá cerca de 6 mil astrônomos no
Rio em agosto. Mas essa não é a única festa da ciência neste ano. A biologia
também tem muito o que celebrar. Este é o ano do bicentenário do nascimento
de Charles Darwin e o 150 anos da publicação de seu livro revolucionário \\\"A
Origem das Espécies\\\", onde o naturalista elaborou os princípios de sua
teoria da evolução das espécies.

Poucos nomes na história da ciência são tão celebrados quanto Darwin. O que
Galileu, Newton e Einstein representam para a física, Dalton e Lavoisier
para a química, Darwin representa para a biologia. Antes dele, não haviam
explicações plausíveis para a incrível diversidade da vida que vemos na
natureza, de micróbios unicelulares, plantas e peixes aos insetos, aves e
mamíferos. No mundo ocidental, a explicação aceita era bíblica: Deus criou a
vegetação no terceiro dia, os peixes e as aves no quinto, e os animais
terrestres e o homem no sexto. Mesmo que fósseis de animais estranhos
(leia-se dinossauros e mamíferos terrestres agigantados) fossem conhecidos,
o argumento para a sua ausência invocava o Dilúvio e a Arca de Noé. Pelo
jeito, os monstros não foram bem recebidos no grande barco. Talvez alguns
teólogos oferecessem razões mais sofisticadas, mas essa era a opinião de
muitos.
De todas as suas características, as que Darwin mais celebrava eram a
meticulosidade e a capacidade de perceber detalhes quando outros não os
viam. Quando jovem, atravessou o mundo no navio Beagle, colhendo espécies
diversas da flora, passando horas observando o comportamento da fauna local,
colecionando fatos e anotações. Ficou muito impressionado com a beleza do
Brasil.
Sua curiosidade pela riqueza com que a vida se manifestava à sua volta e a
paixão pelo conhecimento davam-lhe a infinita paciência necessária para
observar as menores variações dentre espécies de acordo com o ambiente e o
clima, a importância da geologia na determinação das espécies de uma região,
a complexa relação entre a flora e a fauna.
Profundamente influenciado pelo geólogo Charles Lyell, que considerava seu
mentor, Darwin aos poucos percebeu que tal riqueza nas espécies só poderia
ser possível se pequenas variações ocorressem ao longo de enormes intervalos
de tempo. A filosofia de Lyell pregava que as rochas terrestres representam
a sua longa história, registrando nas suas propriedades as várias
transformações que sofreram ao longo dos milênios. Os mesmo processos que
sofreram no passado continuam ativos no presente. A partir de suas
meticulosas observações, Darwin concluiu que algo semelhante ocorria com os
seres vivos; eles também sofriam pequenas modificações ao longo do tempo.
As que facilitavam a sua sobrevivência seriam passadas de prole em prole
mais eficientemente, enquanto que aquelas que dificultavam a sobrevivência
dos animais seriam aos poucos eliminadas. Com isso, após muitas gerações, a
espécie como um todo se alteraria, tornando-se gradualmente distinta de seus
ancestrais. A funcionalidade dos bicos de certos pássaros, por exemplo,
ilustra bem a adaptabilidade de acordo com o ambiente.
Esse processo de seleção natural forneceu, pela primeira vez na história, um
mecanismo racional capaz de explicar a multiplicidade da vida e a sua
ligação com o passado. O legado de Darwin é, antes de mais nada, uma
celebração da liberdade que nos é acessível quando nos dispomos a refletir
sobre o mundo em que vivemos.
------------------------------
*MARCELO GLEISER* é professor de física teórica no Dartmouth College, em
Hanover (EUA), e autor do livro \\\"A Harmonia do Mundo\\\".

Leave your comments

Post comment as a guest

0
  • No comments found

Últimos Comentários

Guest - Romildo lima
Li e Recomendo. simplesmente Alexey rickmann nos mostra que temos grandes potencia na literatura Nac...
Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse qu...
Guest - Leonardo
Na verdade eles se mudaram para este endereço: 33 Avenida Treze de Maio 20031-007 Rio de Janeiro S...
Guest - Karla Lopez
Eu gostei o filme. Lembro dos seus papeis iniciais, em comparação com os seus filmes atuais, e vejo ...
Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...

Login