Resenha de filme : INVASÃO DO MUNDO - BATALHA DE LOS ANGELES

battle la cartazO que poderíamos esperar de diferente neste filme? Mais um filme de invasão alienígena com soldados? Bem, se era isso que se esperava, não é isso que se tem neste filme, porque ele na realidade não é um filme scifi com soldados, é um filme de guerra com alienígenas.

 

O filme começa com os helicópteros sobrevoando a cidade de Los Angeles, bastante destruída em meio a artilharia pesada e faz uma volta no tempo para mostrar 24 horas antes.

Vemos a base militar mais próxima e seus soldados, um grupo de jovens que estão ali por diversos motivos e estão mais preocupados em aparecer. Dentre os militares surge a figura do sargento veterano que está entrando com sua aposentadoria e do tenente jovem, casado e recém papai que vai para o trabalho. Há um foco no background de alguns destes personagens, tais como o medico que é estrangeiro, um soldado que está prestes a se casar e outro que é o inexperiente no assunto de bebedeiras e de mulheres. A tranquilidade acaba quando vem a noticia de que uma chuva de meteoros de grande proporção estava caindo na Terra e iria atingir algumas cidades do mundo, incluindo Los Angeles. O governo realiza rapidamente um processo de evacuação da cidade, para evitar as perdas de vidas. Pouco depois fora identificado que os tais meteoros estavam desviando sua rota e rapidamente fica claro que não eram meteoros e sim uma invasão alienígena. Em meio as imagens dos invasores atacando tudo o que viam pela frente pela televisão os militares se preparam para responder ao ataque em diversos lugares do mundo.

Após horas de combate, os militares decidiram que iriam realizar um bombardeio maciço na cidade destruindo tudo, pois já consideraram a cidade perdida. Grupos de militares entrariam na cidade e iriam retirar os civis que ficaram presos dentro da mesma, antes que o ataque seja realizado. Então o grupo no qual o filme se centraliza, vai de helicóptero para a cidade para o resgate de um grupo de civis que estavam dentro de uma delegacia de policia. Logo este grupo não é um grupo para o combate direto, é um grupo de extração que deve retirar os civis para um local de retirada antes da hora marcada para o bombardeio.

 

battle la 01

 

Invasão do mundo : Batalha de Los Angeles já entrega logo no titulo o que vai passar no filme : O mundo está sendo invadido e nós veremos o que acontece em Los Angeles durante essa invasão. Então ficamos com aquela expectativa afinal, o que teria de interessante neste filme que já não vimos antes? Bem, na realidade não muita coisa, se não fosse pelo fato de que, o filme não é de scifi, ele é um filme de guerra em que aparecem alienígenas. Esclarecendo melhor, é um filme em que, se houvessem trocado os alienígenas por outros combatentes ( terroristas, traficantes de drogas, grupos paramilitares, guerrilhas, etc ), dada as devidas proporções não teria mudado muita coisa.

Os alienígenas utilizam armas de projeteis bem equivalentes a metralhadoras, com a diferença que os tiros são traçantes e quando atingem tem o efeito de acido. Até os equipamentos aparentemente mais avançados que aparecem são muito semelhantes a algum armamento terrestre, como por exemplo, o dispositivo disparador bípede que aparece, que apesar do efeito de carga de energia, ele dispara uma sequencia de projeteis parecendo misseis. Então aquela sensação de ataque alienígena que poderia ocorrer se perde, pois não se vê uma tecnologia avançada nos termos em que estamos acostumados : nada de lasers, armas de plasma, fótons ou coisas semelhantes.

 

battle la 02

 

Inclusive os alienígenas não são de um design tão interessante e os equipamentos destes também não tem nada demais. Inclusive em matéria de efeitos especiais, este filme não abusa dos mesmos.

Então fica a pergunta: Qual a graça do filme afinal? A graça está justamente no fato que não há uma enfase nos alienígenas propriamente, a enfase ficou sobre os soldados e é neste ponto que o filme é muito bom, principalmente pelas escolhas técnicas.

Explico.

Se por acaso o leitor que está vendo esta resenha assistiu esse filme sem um sistema surround ( ou usando um hometeather ou um sistema dolby 5.1 ), sinto muito dizer meu caro, você perdeu 60% ou mais do filme. O som em surround é obrigatório aqui. A preocupação com a direção e a profundidade do som deu um ganho ao mesmo de uma maneira absurda, fora tecnicamente muito bem realizada a montagem de som de modo a gerar a quem assiste, uma tensão nas cenas bastante incomum do que se encontra nos dias de hoje.

Outro detalhe essencial é a fotografia, o filme fora gravado com câmeras bastante livres, ou seja, câmeras soltas que balançam quando os personagens correm e se movimenta de maneira muito brusca em momentos mais calmos, isso trás uma impressão de que quem está assistindo também está junto dos personagens e é ai que o filme ganhou todos os outros 40% restantes.

 

battle la 03

 

Como o foco é mais centrado nos soldados, há aqueles problemas típicos: vários deles não confiam no sargento pois ele tem no histórico uma missão na qual sua escolha causou a morte de vários soldados, mesmo salvando outros. O sargento tem mais experiencia e know-how em combate do que todo o resto do grupo, porem tem que atender as ordens do tenente que é um completo inexperiente e que acaba tomando decisões ruins pois fica em estado de panico a maior parte do tempo, sem saber muito bem o que fazer. Eles têm que lidar com adversários desconhecidos e na teoria tudo sempre é mais fácil do que na realidade. E o roteirista não tem muita piedade dos soldados, há algumas mortes muito cruéis neste filme.

Se o leitor busca mais um filme de scifi cheio de efeitos especiais, tiros laser, naves e coisas deste gênero, aconselho a não se empolgar muito com este filme. Mas se ele é interessado em filmes de combate com muita agitação, tiroteios frenéticos e explosões, este filme está mais adequado ao seu gosto. Assista sem medo.

Leave your comments

Post comment as a guest

0

People in this conversation

  • Guest - Maykon

    Antes os filmes de FC tinham muito efeito especial e pouca história... Agora, parece que nos faltam ambos!

    O design dos alienígenas é o mais pobre que eu já vi... Eles são totalmente disformes! Não tem rostos; nem bocas ou orgãos sensoriais de qq tipo!

    Bom, devo admitir que o movimento das naves, bem como a textura de seus cascos, ficaram bem realistas. Não pareciam feitos por computador. Mas cara, a nave mãe dos ETs parece que foi contruída no ferro-velho da cidade! Mais parecia um lixão flutuante do que um centro de comando! Como aquela lata-velha sobreviveu a reentrada na atmosfera da Terra e ainda ao impacto, sem um baita campo de força, é um mistério para mim...

    Um filme interessante mas que poderia ter sido muito melhor.

    Like 0 Short URL:
  • Guest - Wadson Kosh Dias

    Gente, eu realmente gostei do filme. Tirando os apelos americanos, o filme é bom. Como "Findreans" já adiantou no artigo, é um filme de gerra em ambiente de scifi, e não o contrário.
    Quanto à brincadeira sobre o estilo das naves, vale tomar como base que um "mundo" alienígena que chega a precisar invadir um outro em busca de água não deve se presar por aparência "bonita", aliás, o que é bonito? De repente o lixão é uma obra prima para eles... Outra coisa é que vieram em cápsulas, que se abriram debaixo d'água. Não sofreram na reentrada.

    Recomendo o filme.

    Like 0 Short URL:
  • Guest - lala

    muito legal adorei

    Like 0 Short URL:

Últimos Comentários

Guest - Romildo lima
Li e Recomendo. simplesmente Alexey rickmann nos mostra que temos grandes potencia na literatura Nac...
Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse qu...
Guest - Leonardo
Na verdade eles se mudaram para este endereço: 33 Avenida Treze de Maio 20031-007 Rio de Janeiro S...
Guest - Karla Lopez
Eu gostei o filme. Lembro dos seus papeis iniciais, em comparação com os seus filmes atuais, e vejo ...
Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...

Login