Resenha de filme : A ORIGEM

a origem

Um filme muito interessante por ser justamente uma variação de um tipo de filme básico : O de assalto. O diretor Christopher Nolan acertou e mandou muito bem nesse.

 

A origem parte da idéia em que pessoas podem compartilhar sonhos com as outras e dentro deste sonho compartilhado, seus segredos são materializados e guardados em algum lugar dentro daqueles, quase sempre em locais de difícil acesso e com segurança alta, tais como cofres por exemplo.

Entra então nesta historia o personagem Cobb ( o do Leo diCaprio ), ele é especialista em roubar os segredos das pessoas através de seus sonhos. Após provar sua capacidade para um cliente em potencial muito poderoso, ele recebe a encomenda de fazer algo quase impossível, em vez de roubar a idéia, ele teria que “plantar” uma na mente de alguém, de maneira que este achesse que aquela fora uma idéia própria.

 

( cuidado alguns spoilers abaixo ).

 

É neste momento em que o filme lembra muito outros filmes, principalmente filmes de assalto. A idéia é roubar um banco? Então junta-se especialistas em varias áreas necessárias para o assalto. Neste caso, como é para entrar em sonhos, precisa-se de pessoas especializadas nos requisitos para se montar um sonho da maneira que ele necessita. Para causar uma das dificuldades extras na historia, há uma series de detalhes que podem estragar qualquer entrada no mundo dos sonhos. As projeções das pessoas no sonho tendem a reagir a presença de outra pessoa no mesmo e pode até atacá-lo e o personagem de Cobb também tem um problema com as lembranças de sua esposa.

a origem 01

O elenco alavanca muito o filme e o personagem do falsificador rouba a cena muitas vezes.

 

a origem 02

 

O background é explicado graças a personagem Ariadne ( de Ellen Page ), pois ela é uma novata na empreitada e as explicações vão sendo dadas a ela conforme o andamento da historia e é por isso que quem assiste fica sabendo do funcionamento e de todos os riscos da jornada dentro dos sonhos.

 

a origem

 

O filme é muito bom, porem não chega a ser excelente por alguns detalhes: Há uma organização chamada Cobol que sabe do processo e teria colocado a cabeça de Cobb a premio. Essa parte não é muito bem explicada e se tivesse sido deixada de lado não teria mudado nada, porque a participação dela no filme se resume apenas a uma perseguição em um momento, depois nada mais envolvendo a mesma acontece na história. Não há uma explicação de como funciona o processo de entrada nos sonhos em si, apenas uma citação que houve uma pesquisa sobre o assunto. Há também dois erros mais para o fim do filme ( um conceitual e um de continuidade ) que deixarei para quem assistir o filme notar. Também a explicação que fora embutida na legendagem para explicar o porque do nome em português “A Origem” ( original é Inception, que tem mais haver com o argumento ) não convence, apesar que isso não é um erro do filme em si.

 

a origem 03

Algumas pessoas vão ter alguma dificuldade de entender o filme, há muita ação para agradar os que preferem assim, mas há a necessidade de se atentar aos detalhes. Para aqueles que são mais observadores e preferem mais o argumento as imagens, o filme é altamente recomendado.

 

UPDATE : Fiz comentarios da parte que citei como os erros neste local aqui.

Últimos Comentários

Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...
Imaginava que Batman e Superman ganharia vários prêmios. Desanimei completamente de escrever uma res...
Também tive dificuldade de escrever essa resenha sem estragar as surpresas que o filme traz. Levei u...
Bom que você tenha escrito essa resenha. Eu fiquei pensando nela a muito tempo porque é um daqueles ...

Login