Resenha: Código 46

Este artigo contem spoilers, normalmente não recomendaria ler caso não tenha visto o filme, mas dessa vez acho melhor que leiam a resenha assim mesmo pra não perderem tempo com esse filme.

O filme conta a história de um casal num mundo onde há controle genético, onde as pessoas não podem procriar com outras com os genes 25% compatíveis e que a violação dessa lei é considerada um crime capital. O controle é tão rígido que as pessoas são proibidas de ir a certos lugares pra não morrer de doenças, as pessoas precisam de um visto genético para poder viajar. E apesar do filme não deixar claro, pode-se concluir, que uma população de segregados genéticos vivem fora das cidades a margem da sociedade.

Premissa interessante. Segui o meu costume de não ler as sinópses dos filmes e o nome Código 46, me pareceu ser um título de um filme ação ou ficção científica. Então peguei pra ver no fim de semana. Que decepção!

O diretor escolheu não debater os aspectos filosóficos ou sociais da premissa, tenho que admitir, tinha muita coisa boa para abordar, entretanto o enredo se baseia na relação de um casal e a perspectiva deles sobre esse mundo. Ao contrário do que possam pensar não sou contra esse tipo de abordagem, mas no caso desse filme foi extremamente mal feito.

Um agente do governo vai invesigar uma fraude em uma empresa que produz os vistos genéticos, que permitem as pessoas viajar ir e vir. Ao que parece ele tem um dom artificial que permite até ler a mente das pessoas. Então você pensa, ele descobre o fraudador, vai pra casa e fim da história, mas não. Ele se apaixona pela fraudadora, que você então percebe que é quem narra a história. Essa mulher tem sonhos que um dia vai se encontrar com alguém, que ela supõe que seja esse agente. Então ele larga a família, e a carreira promissora que tinha pra ficar com essa mulher. Não há absolutamente nada no filme que sustente essa relação, nenhum motivo, o cara se dava bem com a esposa e o filho, e tinha acabado de conhecer a mulher. Parafraseando um colega, a relação soou falsa como uma nota de 17 reais.

Para piorar mais ainda, quando o agente volta pra casa, ele toma uma reprimenda e é obrigado a voltar para terminar o \"serviço direito\". Então ele descobre que sua amante tem cúmplices, e que ela foi capturada pelo governo e teve a sua mente lavada, por ter violado a lei capital e ter procriado com alguem compatível com os genes dela. O agente descobre então que ela é 100% compatível com a mãe dele. O filme termina sem explicar isso, com o agente persistindo na relação entre eles, e depois capturado e sofrendo lavagem cerebral e voltando pra família. A amante foi expulsa da cidade para viver com os excluídos.

Tenho quase certeza que o filme deve ter sido baseado em algum conto. O diretor não tinha nenhum interesse na história ou foi obrigado a trabalhar nela. Fez uma porcaria de adaptação, deixou dezenas de pontas soltas, não fez nada que sustentasse a relação entre os personagens, e pra tapar buraco, usou cenas eróticas com direito a nudez total, se aproveitando que contratou uma atriz em inicio de carreira.

Antes que alguem diga, isso não é um purutanismo hipócrita. Todo Mundo em Pânico é um filme que eu particularmente detesto, faz piadas de sexo do inicio ao fim do filme e não teve que apelar para esse tipo de coisa. Por que? Para não perder o foco na comédia e se tornar outro gênero e acabar mudando o tipo de público. Demonstra que o diretor não sabia muito bem como contar a história. Esse filme acabou não sendo nem romance, nem ficção científica, nem erótico , nem de ação, nem nada. Apenas uma perda de tempo e disperdício de uma idéia que tinha um potencial enorme.

Últimos Comentários

Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...
Imaginava que Batman e Superman ganharia vários prêmios. Desanimei completamente de escrever uma res...
Também tive dificuldade de escrever essa resenha sem estragar as surpresas que o filme traz. Levei u...
Bom que você tenha escrito essa resenha. Eu fiquei pensando nela a muito tempo porque é um daqueles ...

Login