IMom - um thriller sci-fi de Ariel Martin

Em um futuro não muito distante, a tecnologia vai reinar também em feudos além dos smartphones, smartvs, gadgets, iphones, glasses e outros utensílios de utilidade duvidosa, indo para as coisas mais ordinárias da vida humana como relacionamentos. Bem, isso até que é recorrente na ficção científica vide os trabalhos de Asimov, Philick K. Dick e outros, então aí nada de novo, mas é sempre legal quando somos surpreendidos por uma nova visão do tema.

 

Pelo menos é o que propõe o curta IMom, do cineasta australiano Ariel Martin, que foi postado há cerca de três dias em sua conta no Vimeo. No filme somos apresentados à revolução de todas as mães e pais preguiçosos e negligentes do mundo, na figura da inacreditável IMom, ou IMãe em português-br, assim como seu iphone é chamado de \"iphone\", apesar de não ficar claro se é da Apple, mas não tem importância também. A mãe-babá-eletrônica é mostrada como a última maravilha para cuidar das crianças de casa, quando a mãe está ausente. O filme tem sequências e imagens muito bem elaboradas em conjunto com a música que dá o tom certo para este thriller-scifi. Além disso rola um lance filosófico com alguns versos bíblicos que vão \"gelar sua alma\" no final, só faltando dar meia-noite para o Zé do Caixão levar.

O curta, pelo que entendi, apesar de ter sido postado nestes dias é na verdade de 2014, sendo que ganhou prêmios importantes em 2015, como o Festival de Catalina, Flickerfest e Aspen Shortsfest, entre outros. 

Ariel Martin disse em entrevista que desenvolveu toda a ideia depois de ver uma foto de um bebê interagindo com um braço biônico e teve esses insights do gênero homem versus máquina, começando a filosofar sobre onde a tecnologia está nos levando como sociedade. Apesar de achar bem exagerada tal predição, conforme é caracterizada no filme, é bom a gente lembrar que os tempos mudam, os hábitos mudam, as culturas mudam com o passar do tempo, então acho difícil saber se um dia chegaríamos a tal patamar de seres humanos sociais, aceitando e abraçando tais androides entre nós.    

Será só imaginação? Será que nada vai acontecer? Será que é tudo isso em vão? Será que vamos conseguir vencer?

 

 

Como dizem, o futuro a Deus pertence, mas pelo menos aqui pertence a Ariel Martin, então confira IMom clicando no play a seguir. o/

 

 

Site oficial do diretor e criador Ariel Martin. 

 

Fontes: SF Signal e Short of the week

embed video plugin powered by Union Development

Últimos Comentários

Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...
Imaginava que Batman e Superman ganharia vários prêmios. Desanimei completamente de escrever uma res...
Também tive dificuldade de escrever essa resenha sem estragar as surpresas que o filme traz. Levei u...
Bom que você tenha escrito essa resenha. Eu fiquei pensando nela a muito tempo porque é um daqueles ...

Login