Resenha de Filme: Prometheus

Trago aqui uma resenha de um filme que ao contrário do que todos pensam, ou foram levados a pensar, não é um filme de ficção científica. Foi travestido do gênero, entretanto é um filme de terror, comparável àqueles comuns da década de 90, onde jovens que vão acampar num lugar ermo, são mortos por um \\\\\\\"Jason sobrenatural qualquer\\\\\\\". Uma total decepção.

A parte visual é maravilhosa e inebriante, tudo muito bem feito, bem projetado, bem desenhado. A nave, os cenários, os efeitos do espaço e do planeta alienígena. As ferramentas, as telas holográficas dos computadores como no Homem de Ferro. Visualmente o filme é extraordinariamente lindo, eu acho que o diretor e os roteiristas esperavam que isso bastasse e não fosse preciso contar uma boa estória para que o filme funcionasse. Dessa vez eles se enganaram, pois nem o público geral engoliu e o filme não teve o sucesso que se esperava.

O filme começa com uma tomada de um planeta que pode ou não ser a Terra, uma grande nave deixa um ser que parece a perfeição em pessoa, como os artistas gregos tentavam passar em suas esculturas, um humanoide com pele que parece porcelana branca. Às margens de uma cachoeira, o vemos beber algum líquido que o mata, o faz cair na água e ao que parece, o líquido decompõe seu dna, espalhando-o na água, tentando dar a impressão de que esse ser semeou o planeta com seu material genético. Simplesmente não comprei a ideia, duvido muito que um indivíduo de uma raça evoluída o suficiente para ser capaz de viajar pelo espaço, não saiba que ele pode doar seu material genético sem precisar se matar. Casais fazem isso todos os dias, desde a nossa idade da pedra, não dá pra acreditar que um ser evoluído não pense nisso ou em doar sangue. Além disso, seria necessário uma amostra de dna de vários indivíduos, pois teria mais chances de um ou mais deles se adaptar e conseguir efetivamente gerar uma nova forma de vida.

A segunda cena mostra uma escavação onde um grupo de cientistas descobrem símbolos pintados numa caverna, que ao que parece foram feitos por homens pré-históricos. A cena indica que foi feita uma grande descoberta, a sua dimensão só fica realmente clara mais a frente.

Logo após o filme muda a cena direto para uma nave, o seu interior é amplamente mostrado e o primeiro personagem que aparece é um androide chamado David. Uma homenagem ao filme original, do Alien eu presumo. David nos introduz aos cenários da nave e a alguns dos personagens que começamos a conhecer quando ele monitora seus sonhos. Especialmente da Dra Shaw, que ao longo do filme percebemos que é a personagem principal. Essa máquina para monitorar sonhos é apenas uma alegoria, pois depois não é mais usada nem conectada a mais nenhuma cena do filme.

A tripulação humana desperta e nesse momento sabemos que passaram mais de 2 anos viajando em animação suspensa. Então passamos para uma cena onde mostra porque estão ali. Um rico empresário financiou a viagem deles acreditando na descoberta dos cientistas, que na escavação acharam símbolos alienígenas, presentes na mitologia ou nos documentos de várias civilizações, aparentemente é um convite ou coordenadas para um planeta em algum lugar da galáxia. A tripulação despertou porque estavam perto desse destino e a missão era entrar em contato com esses alienígenas, que são os supostos criadores da humanidade. Daí vem a primeira pergunta: Em algum lugar eles deixaram escrito que criaram a humanidade ou alguém inferiu isso? Porque para mim isso não ficou claro em hora nenhuma.

Pois bem, a nave pousa num vale não sei por que, já que não fica claro que nas inscrições aquele lugar é especificamente mencionado. Não tem absolutamente nenhum sinal de civilização no planeta, nem ruinas, nada! Porque alguém que fez contato e quer que retornemos a chamada, nos daria o telefone errado, ou seja, nos deixaria coordenadas que nos levariam a um planeta desolado? Não deveria ter alguém esperando? Uma estação espacial ou um posto avançado talvez? Ou um satélite ou sonda que faria o primeiro contato pra depois nos mandar para outro lugar. Nada disso, achamos nossos supostos criadores enterrados numa caverna.

Os cientistas montam uma expedição até essa caverna, e usam um sensor esférico para mapeá-la, uma ideia bem legal que depois se esqueceram de usar. Nessa cena vemos um erro cometido por quase todos os filmes e séries que tratam de um primeiro contato, entretanto fica muito mais evidente aqui e muito mais ridículo. Só porque o lugar tem uma atmosfera respirável, os personagens abrem mão do isolamento de seus trajes de proteção, retiram os capacetes e se expõem à contaminação do ambiente. Daí começa uma sucessão de erros ridículos que vão até o final do filme.

David começa a estudar a linguagem e consegue ativar alguns artefatos encontrados na caverna que mostram uma imagem holográfica de alguns alienígenas correndo e sendo mortos por alguma coisa que não é explicada até o final, que me parece o indício de que o plano original era fazer mais de um filme. Então o androide abre uma porta que dá para uma sala cheia de objetos parecendo vasos, milhares deles, que também não tem explicação do por que estão ali. Um dos alienígenas é encontrado decapitado aparentemente pela porta. A Dra Shaw e mais uma médica, que esqueci o nome no momento em que perdi o interesse pelo filme, recolhem a cabeça enquanto David colhe um material orgânico parecendo um petróleo que escorria dos vasos encontrados. Também não é explicado porque e de que forma eles começam a vazar. Uma tempestade interrompe a expedição e todos com exceção 2 um geólogo e um biólogo voltam à nave, levando a cabeça do alienígena e uma amostra do líquido negro.

As cientistas destroem a cabeça alienígena ao tentar estimular o que restou de seu sistema nervoso, enquanto o absurdo mor do filme acontece: David coloca uma amostra do líquido negro na bebida do marido da Dra Shaw e antes de morrer pela contaminação consegue engravidá-la. Alguém pode me explicar o que o androide esperava conseguir? Que motivos o levaram a isso? O que mais ele descobriu mexendo nos artefatos? Acho que não tem uma explicação suficientemente plausível para essa cena.

Depois daí eu desisti de acompanhar a sério e fiquei apenas esperando o final, e para a minha surpresa continuou em sua espiral descendente, não achava que poderia piorar mas piorou. Permito-me a fazer uma piadinha infame aqui, como diria o saudoso Mussum, “esse filme prometheus e não cumprius”.

Foi muito difícil começar essa resenha, eu simplesmente não sabia como começar, escrevia e a apagava, foram tantas coisas que eu não gostei que colocar tudo numa ordem foi um desafio. Eu resolvi parar a análise por aqui porque acho mais produtivo desviar energia para alguma coisa que realmente valha a pena. Sem dúvida nenhuma esse foi um dos piores filmes que já vi em toda a minha vida, dado o potencial que tinha e o que foi escolhido fazer.

E você o que achou? Comente!

Leave your comments

Post comment as a guest

0

People in this conversation

  • \"duvido muito que um indivíduo de uma raça evoluída o suficiente para ser capaz de viajar pelo espaço, não saiba que ele pode doar seu material genético sem precisar se matar. Casais fazem isso todos os dias, desde a nossa idade da pedra, não dá pra acreditar que um ser evoluído não pense nisso ou em doar sangue.\" - Melhor comentário ever em uma resenha. Hauhauahuahauhauhahuaauauaha Eu até achei o filme legal mas vi sem esperar grandes coisas mesmo (era madrugada, cérebro desligando..hehe), depois não consegui mais desgrudar os olhos da Charlize Theron <3. Detalhe que se não me passou batido, nesse filme aparece o Hari Seldon, um dos personagens centrais da Fundação de Isaac Asimov.
    Esse sim renderia um épico de ficção científica nos cinemas. ;)

    Like 0 Short URL:
  • Guest - coffin-joe

    Hari Seldon no Prometheus? Se está falando do holograma de uma pessoa idosa falando sobre a missão, não estamos falando do psico-historiador criado por Asimov e sim do Peter Weyland, CEO e Fundador da Weyland Corp. Ele fundou e bancou o Projeto Prometheus.

    Like 0 Short URL:
  • Ah sim. Mas dizem nas interwebs que também seria uma forma de homenagem ao personagem do Asimov. =]

    Like 0 Short URL:

Últimos Comentários

Guest - Romildo lima
Li e Recomendo. simplesmente Alexey rickmann nos mostra que temos grandes potencia na literatura Nac...
Mesmo no novo endereço, que você citou, a loja não existe mais. Conversando com o dono, ele disse qu...
Guest - Leonardo
Na verdade eles se mudaram para este endereço: 33 Avenida Treze de Maio 20031-007 Rio de Janeiro S...
Guest - Karla Lopez
Eu gostei o filme. Lembro dos seus papeis iniciais, em comparação com os seus filmes atuais, e vejo ...
Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...

Login