Resenha de Filme: Os Vingadores

Esse filme superou muito minhas expectativas, saí do cinema surpreso e muito satisfeito!

 

A primeira coisa que as pessoas têm que ter na cabeça logo de cara é que esse é um filme sobre quadrinhos. Por isso os personagens sempre têm alguma habilidade sobre-humana. Digo isso porque ouvi várias reclamações de pessoas ao meu lado reclamando de cenas do filme. Por ser um filme de quadrinhos tem que ser assistido como uma estória em quadrinhos, e deve-se aceitar algumas mentiras que acontecem como nos quadrinhos.

Então abraçada essa idéia, esse filme funciona muito bem, diga-se de passagem. Para mim foi um dos melhores filmes de quadrinhos que já assisti. O roteiro é muito bem feito e funciona como uma luva. E com certeza esse roteiro aliado ao marketing bem feito agradou muito ao público geral, pois ele obteve um record maior num fim de semana do que Harry Potter, o recordista anterior de bilheteria.

 

A direção e o roteiro conseguiram um casamento na medida certa. Enquanto o roteirista conseguiu fazer uma estória tensa, coerente, convincente e bem humorada na medida certa, o diretor conseguiu dosar o foco nos atores e nos personagens, distribuindo muito bem as cenas, dando enfoque a todos eles sem exceção. Cada um tem a sua importância no desenrolar dos fatos sem dar destaque de mais para uns e deixar de lado outros. Coisa muito difícil de fazer, tem que ser um diretor muito bom, que sabe o que faz e sabe quem é o seu público alvo. Ou então o que acontece na maioria dos filmes, o diretor tem sorte e seu filme dá certo. O que aconteceu neste caso, com o diretor Joss Whedon, só o tempo dirá.

A trilha sonora voltou aos velhos tempos nesse caso. Também pudera, pois por pertencer à velha guarda, Alan Silvestri criou uma musica tema e uma trilha que aparece nas cenas e ajuda a compor a ação e os momentos de tensão e emoção. É uma daquelas trilhas em que você escuta o CD e lembra da cena, repito, como nos velhos tempos das trilhas sonoras.

A equipe técnica também arrebenta na fotografia, figurinos e cenários. Quanto se tem um bom roteiro, fica muito fácil de lembrar essa parte, porque ela ajuda a dar vida à estória. Nesse filme ajuda muito a ambientar as coisas, dá aquela cara de estória em quadrinhos, dando verossimilhança a toda aquela parafernália tecnológica e aos cenários que só existem no gênero. Há uma cena do Homem de Ferro chegando no prédio das Indústrias Stark que é antológica. Tudo é grandioso, das instalações da Shield às brigas dos super-heróis.

Eu não poderia é claro, esquecer dos atores. Eles deram um show, e quando o trabalho nos bastidores funciona, engrandece mais ainda suas atuações. Todos entraram no papel, trataram seus personagens com respeito, sem querer ser maiores do que eles. Os diálogos são antológicos. Algumas leves mudanças foram feitas pra encaixar e atualizar os heróis que existem desde os anos 40, mas nada que possa desagradar àqueles que como eu, acompanharam as estórias em quadrinhos dos Vingadores. Os personagens estão lá, as falas os trejeitos, as expressões e atitudes que esperaríamos deles ao vê-los transportados dos quadrinhos para um filme. O diretor respeitou também os seus filmes anteriores, então não precisou dar muitos detalhes de suas origens, apenas pegou os personagens e os encaixou em seu roteiro.

Um destaque para Tom Hiddleston(Loki) e Robert Downey Jr. (Tony Stark). Toda boa estória de ação tem que ter um bom vilão, e Tom nos deu um Loki convincente e muito bem feito. Se me permitem um off topic aqui, se um dia alguém refilmar a tripulação da Enterprise de Picard, Tom Hiddleston cairia como uma luva para interpretar o Data. Desde que ele aceite é claro! Robert Downey Jr. repetiu sua majestosa atuação como Tony Stark mostrando todo o sarcasmo e a arrogância já presente nos outros filmes do Homem de Ferro. O filme tem ação, humor, alta tecnologia, emoção, tensão, e brigas épicas dignas das grandes estórias em quadrinhos.

Para variar fiz essa resenha não dando detalhes da estória, porque esse filme é tão bom, que vale a pena que você assista e curta, mas adianto que é diversão garantida. Mais uma coisa: Não saia do cinema antes de ver a cena extra depois dos créditos. Os fãs dos quadrinhos vão adorar!

Últimos Comentários

Guest - Ogro
Fala, Chança!!!! Gostei do texto... Essa é uma das poucas estórias do Super que eu curto. Um grand...
Imaginava que Batman e Superman ganharia vários prêmios. Desanimei completamente de escrever uma res...
Também tive dificuldade de escrever essa resenha sem estragar as surpresas que o filme traz. Levei u...
Bom que você tenha escrito essa resenha. Eu fiquei pensando nela a muito tempo porque é um daqueles ...

Login